CDIJ - Centro de Interação e Educação Vivencial (CIEV)

Finalidade:

A reabilitação de jovens em risco com vista à sua integração social, direcionando-os na adoção de estilos de vida saudáveis, ajudando-os, ao mesmo tempo, a delinear o seu projeto de vida, promovendo a sua reinserção sócio – familiar, educacional e vivencial, contribuindo assim para promoção da sua autonomia de vida e para a diminuição do número de jovens em risco/perigo.

Objetivos Gerais:

- Identificar e promover as respostas mais adequadas às necessidades e problemáticas dos jovens, recorrendo aos vários parceiros, consoante os planos individuais de acompanhamento delineados e discutidos em Unidade Estratégica;

Minimizar os danos na vida destes jovens – Prevenção Secundária e Terciária;

Promover a aplicação de novas estratégias e instrumentos de intervenção, adaptados e centrados nos jovens, que os orientem e promovam a sua (re)integração na sociedade;Prevenir/conter delinquência juvenil;

Prevenir a exposição dos jovens a contextos de risco/perigo:Promover ações de pertença na comunidade;

Intensificar a ação junto da comunidade escolar através da mediação escolar e ações de formação para as competências pessoais e sociais – prevenção primária.

Público-alvo:

Jovens em risco com idades compreendidas entre os 15 e os 21 anos de idade.

Áreas Prioritárias de Intervenção:

Intervenção Psicossocial

- Construção, acompanhamento e avaliação do PIA (Plano Individual de Acompanhamento) com o jovem e em conjunto com a família/encarregados de educação e parcerias, de acordo com as necessidades e interesses dos jovens;

- Treino de competências: Realização de ateliers específicos com vista à integração social (competências sociais, pessoais, relacionais, profissionais, gestão doméstica).

Intervenção Escolar

- Mediação escolar com vista ao sucesso escolar dos jovens em risco, integrados na valência CDIJ-CIEV;

- Realização de programas específicos, em parceria com os estabelecimentos de ensino, com vista à promoção de competências pessoais e sociais às turmas sinalizadas.

Histórico

Em janeiro de 2011, foi criada a valência CDIJ-CIEV com o intuito de especializar a intervenção anteriormente realizada pelo CDIJ- “Viragens”.

 

O CIEV, constitui-se com base num Protocolo específico, celebrado entre entidades públicas e privadas, e que visou a criação de uma estrutura comunitária, que desse resposta à necessidade de desenvolver respostas especializadas, para os jovens em extrema vulnerabilidade que congregassem diversas áreas de intervenção social e comunitária, capazes de intervir de forma concertada junto de jovens com baixa auto-estima, com extrema resistência à mudança, à imposição de regras e limites, e avessos a abordagens institucionais;

Assim, o CIEV constituía-se como uma resposta alternativa e complementar ao protocolo, já assinado em 29 de Junho de 2007, que criou a Rede Regional de Centros de Desenvolvimento e Inclusão Juvenil, com diversos parceiros, e do qual o CDIJ-“Viragens” do IAC-Açores fazia parte.